A+  A-  |  voltar

Pé Fendido


 

A deformidade em pé fendido (Split Hand/Foot Malformation (SHFM) ou Lobster Foot (Pé de Lagosta)) é cientificamente chamada de Ectrodactilia, uma anomalia congênita do desenvolvimento embriológico, de herança autossômica dominante com penetrância variável, isto é, pode aparecer de várias formas com uma chance de 50% se um dos pais tiver a alteração.

Na maioria das vezes acomete ambos os pés e eventualmente ambas as mãos podem também apresentar a mesma alteração.

 

         

 

É uma deformidade congênita muito rara (1:90.000) que afeta mais o sexo masculino.

Sua apresentação é caracterizada por uma divisão medial (fenda) e ausência parcial ou completa dos dedos centrais, podendo acometer os pés e/ou as mãos e aparecer isoladamente ou associada à outras síndromes congênitas. Os dedos presentes podem estar unidos ou interligados lateralmente pela pele (sindactilia) e ter ausência ou atrofia (hipoplasia) de falanges.

 

      

 

      

 

O tratamento consiste em conseguir dar um melhor alinhamento e favorecer a função do membro afetado. Nos pés, o objetivo principal é fornecer ao paciente a possiblidade do uso de calçados normais, evitando zonas de atrito e calosidade. Para isso, muitas vezes é necessário o uso de protetores, bandagens para amarração/contenção e confecção de calçados especiais.

A intervenção cirúrgica é indicada para as deformidades mais graves, quando existe grande dificuldade de adequar calçados ou órteses, e tem por finalidade propiciar um melhor alinhamento dos dedos e o fechamento parcial ou total da fenda, buscando a maior funcionalidade possível do membro.

 

 

Devido à herança autossômica, a prevenção da malformação é o esclarecimento genético dos riscos, associado ao diagnóstico precoce ultrassonográfico no pré-natal.


Consultório Porto Alegre


(51) 3737.2003

Celular & WhatsApp : (51) 99574.5500

Internet : Agendamento Online 

R. Ramiro Barcelos, 630 / Sala 506

Cep: 90035-001 

Floresta - Porto Alegre - RS

Obs.: Estacionamento no local