A+  A-  |  voltar

Calos e Calosidades


Os calos e as calosidades são as lesões mais comuns encontradas nos pés. São lesões diretamente relacionadas com as áreas de contato, fricção e pressão que os pés são submetidos quando caminhamos, saltamos ou usamos calçados.

Existem inúmeras causas que favorecem a formação de calos e calosidades nos pés.  Por isso é importante a avaliação de um especialista para definir melhor os fatores que estão envolvidos nessas lesões, uma vez que os tratamentos podem variar e terem uma abordagem completamente diferente

Os calos e as calosidades se formam pelo aumento da produção de queratina, uma proteína que forma a camada mais superficial da pele, causada pela estimulação mecânica intermitente dessa camada por fricção ou aumento da pressão.       

O calo ou heloma é uma lesão reacional da pele, localizada em pontos bem definidos de fricção e pressão, com bordas bem delimitadas e dolorosa à palpação direta do local.

 

 

A Calosidade ou Tiloma é uma lesão reacional hiperqueratótica mais ampla que o calo. Localizada em áreas maiores de fricção e pressão, com bordas mais tênues, que abrangem normalmente uma área mais extensa, e apresenta sintomas dolorosos mais difusos.

 

 

Metatarsalgia, calos e calosidades estão intimamente ligados. Apresentam-se frequentemente em conjunto e causam dor e desconforto para o paciente.

 

Calos (Helomas):

 

Os calos podem estar presentes em diversos locais no pé. Normalmente ocorrem em regiões onde existem protuberâncias ósseas, como as articulações e as cabeças metatarsais, que formam pontos de contato e atrito mecânico com o solo ou calçado. Entretanto, o atrito da própria pele entre as duas faces do espaço interdigital, principalmente na sua porção mais proximal, pode causar uma hiperqueratose, muitas vezes com maceração e infecção tecidual secundária, formando o calo intertriginoso.

 

Podemos encontrar vários termos para descrever os calos. Calo duro, Heloma Durum, Clavus Durum e hard corn, referem-se principalmente às calosidades fora do espaço interdigital, como as calosidades digitais dorsais ou a calosidade lateral do 5º dedo. Calo mole, Heloma Molle, Clavus Molle, calo em espelho, kissing Corn e Soft Corn, são termos encontrados para descrever as calosidades interdigitais. O calo intertriginoso também pode ser confundido como calo mole e é chamado mais precisamente na língua inglesa como Web Space Corn. Evitamos usar a terminologia grega ou latina hoje em dia, assim como a diferenciação de textura ou consistência, pois não existe diferença histológica entre as lesões.

 

Calos Digitais:

 

Os calos digitais estão diretamente relacionados com o uso de calçados fechados e com as deformidades articulares que ocorrem nos dedos dos pés.

 

O joanete, ou Halux Valgus, é a deformidade mais comum que acomete o primeiro dedo. É uma deformidade progressiva que durante sua evolução desvia e rota a articulação, favorecendo o crescimento de uma eminência medial chamada de bunion. Tanto a rotação como o bunion criam pontos de contato e atrito capazes de formar calos dolorosos, principalmente com o uso de calçados fechados.