A+  A-  |  voltar

Sindactilia e Polidactilia


Os termos SINDACTILIA e POLIDACTILIA origina-se dos prefixos gregos “SYN- “ (UNIDO, JUNTO) e “POLI-“ (MUITOS), com palavra grega “DAKTYLOS” (DEDOS, DIGITOS).

 

Syndaktylos = Sindactilia = Dedos Unidos

Polidaktylos = Polidactilia = Muitos Dedos

Polisyndaktilos = Polisindactilia = Muitos Dedos Unidos

 

Sindactilia

 

A sindactilia é a união, formada através de uma membrana de tecido mole (pele e subcutâneo) ou pela fusão óssea, entre dois ou mais dedos.

É uma alteração congênita adquirida e pode estar associada com outras alterações geneticamente determinadas como bandas de constrição (Streeter) ou síndromes como Apert, Poland, Orodigitofacial, Cornelia de Lange, Smith-Lemli-Optiz e trissomias.

A incidência da sindactilia é, em média de 1 para cada 2000 nascimentos, sendo mais comuns em homens caucasianos.   

Essa deformidade pode ser classificada em:

TIPO 1 - ZIGOSINDACTILIA -  União parcial ou total entre dois ou mais dedos normais, sendo mais comum entre o segundo e o terceiro dedos. É o tipo mais comum de sindactilia.

 

                         

 

TIPO 2 - POLISINDACTILIA - União parcial ou total entre os dedos, com presença de, pelo menos, um dedo acessório (polidactilia + sindactilia). Mais comum entre o quarto ou quinto dedo e o dedo acessório.

 

TIPO 3 – COMPLETA – Sindactilia envolvendo todos os dedos. (Síndrome de Apert)

 

 

TIPO 4 – SINOSTÓTICA – Sindactilia com presença de fusão óssea (Sinostose) metatarsal

 

A união completa ou incompleta entre dois dedos normais do pé (zigosindactilia) raramente causa sintomas ou necessidade de correção cirúrgica.

O tratamento da polisindactilia tem o objetivo de corrigir esteticamente e/ou estreitar a largura do pé permitindo melhor acomodação em calçados fechados. Procedimentos cirúrgicos mais complexos podem ser necessários caso haja envolvimento de muitos dedos ou fusões ósseas associadas.

 

 

Polidactilia

 

Polidactilia é aumento do número de dedos nos pés e/ou nas mãos. É uma deformidade congênita de caráter autossômico dominante e de apresentação variável, isto é, pode ocorrer de várias formas e com chance de 50 % caso um dos pais apresente essa alteração.

 

 

A polidactilia é comum nos pés, com incidência de 1 caso para cada 500 nascimentos; e pode associar-se com sindactilia (polisindactilia), outras malformações maiores dos membros ou síndromes geneticamente determinadas.

A polidactilia pode ser classificada como:

PRÉ-AXIAL (acomete o primeiro dedo (dedão) do pé (80 % dos casos))

 

 

CENTRAL  (segundo, terceiro e/ou quarto dedos (6% dos casos))

 

PÓS-AXIAL (quinto dedo (14% dos casos))

 

 

Outra classificação (Venn-Watson) divide as deformidades somente em pré-axiais e pós-axiais, sendo subdivididas em 6 subcategorias:

 

O tratamento cirúrgico normalmente está indicado por razões estéticas ou para permitir o uso de calçados e consiste em remover o(s) dedo(s) acessório(s). Ocasionalmente cirurgias mais complexas são necessárias quando a polidactilia está associada à sindactilia (polisindactilia).


Consultório Porto Alegre


(51) 3737.2003

Celular & WhatsApp : (51) 99574.5500

Internet : Agendamento Online 

R. Ramiro Barcelos, 630 / Sala 506

Cep: 90035-001 

Floresta - Porto Alegre - RS

Obs.: Estacionamento no local